End: Praça Presidente Vargas, nº80 - Centro - Santa Cruz, RN
Tel: (84) 3291.2112 - secretaria@paroquiasantaritarn.com.br

Horários: Matriz: Terças, Quinta e Sexta - 18h 1ª sexta feira - 7h - 2ª quinta-feira - Cura- 19h sábado - 10h - 1º sábado missa da criança - 16h Domingo - 07h e 19h - Veja +

Notícias › 13/11/2017

“Amor, boas ações e caridade antes do encontro com o Senhor”, diz Papa

“A condição para estar prontos ao encontro com o Senhor não é somente a fé, mas uma vida cristã plena de amor e de caridade pelo próximo”. É a mensagem do Papa aos cerca de 20 mil fiéis que estiveram reunidos neste domingo, 12, na Praça São Pedro para a oração mariana do Angelus.

A Parábola das Dez Virgens, tema da leitura evangélica do dia, traz segundo Francisco um alerta sobre os perigos de deixar-se guiar por coisas fáceis que satisfazem interesses particulares. “A nossa vida fica estéril, incapaz de dar vida aos outros (…) e não acumulamos nenhuma reserva de óleo para a lamparina de nossa fé”.

“Ao invés, se formos vigilantes e tentarmos fazer o bem com gestos de amor, de compartilha e de serviço ao próximo necessitado, podemos ficar tranquilos: o Senhor poderá chegar em qualquer momento e até o sonho da morte não nos assustará, porque teremos a reserva de óleo acumulada com as boas ações de todos os dias”, suscitou o Santo Padre.

Neste sentido, o Papa frisou a necessidade de se estar sempre prontos para o encontro com o Senhor. “Muitas vezes, no Evangelho, Jesus exorta a vigiar: ‘Vigiai, pois não sabeis o dia, nem a hora’. Vigiar, portanto, não significa apenas não dormir, mas estar preparados. Este é o significado de ser sábios e prudentes: não esperar até o último instante de nossa vida para colaborar com a graça de Deus, mas fazê-lo desde já”, exortou.

Após rezar o Angelus, o Papa concedeu a todos a bênção e as saudações finais, e lembrou que neste sábado, 11, em Madri, foram proclamados beatos Vicente Queralt LLoret e 20 companheiros mártires, e José Maria Fernández Sánchez e 38 companheiros mártires. Todos foram mortos durante a guerra civil espanhola entre 1936 e 1937. “Damos graças a Deus pelo grande dom destas exemplares testemunhas de Cristo e do Evangelho”, finalizou.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *